A ODISSEIA DOS TONTOS

O trauma do “corralito” argentino é um dos motes para esta nova parceria de Ricardo Darín com o diretor Sebastián Borensztein depois do bem sucedido Um Conto Chinês, 2011, e do frustrante Kóblic , de 2016. Para quem não lembra:  o “corralito” (cercadinho) pretendia um “choque de liquidez” por um método tão “milagroso” como o […]

You may also like...